• Botão para acessar Certificado Digital
  • Botão para acessar Boa Vista SCPC
Botão para acessar Certificado Digital Botão para acessar Boa Vista SCPC
22/03/2018

ACID alerta comerciantes sobre a reincidência do golpe da lista telefônica

Comerciantes relataram que empresa da capital que diz atuar no segmento de soluções e marketing tem procurado por empresas de forma insistente, oferecendo serviços atualização cadastral e anúncios em listas telefônicas. Advogado da Associação Comercial diz que trata-se de golpe.

A Associação Comercial e Industrial de Descalvado (ACID) emitiu um alerta no início desta semana, para que os comerciantes da cidade fiquem atentos à reincidência do chamado ‘golpe da lista telefônica’. No ano passado, pelo menos cinco empresários tiveram prejuízos com este tipo de ação.

Na última segunda-feira, dia 19, alguns comerciantes procuraram pela ACID para buscar orientação quanto a um grande número de telefonemas que vinham recebendo. No contato telefônico, uma pessoa que diz ser representante de uma empresa que presta serviços de atualização cadastral para a lista telefônica, consegue obter os dados da empresa local. De posse desses dados, o suposto representante passa a ofertar uma espécie de anúncio na lista – com direito a veiculação também pela internet – por meio de valores irrisórios, divididos em 10 parcelas debitadas na conta telefônica.

Insistente, o representante acaba convencendo os comerciantes a fecharem o anuncio, porém, ao enviar o “contrato de prestação de serviços”, o valor do anúncio está descrito como sendo 10 vezes maior do que aquilo que havia sido ofertado na conversa. Sem se atentar ao detalhe, o comerciante (ou um dos funcionários da empresa) assina o documento e o devolve via e-mail, dando aspecto de formalidade ao negócio fraudulento.

“No ano passado, atendemos cinco pessoas aqui na ACID que acabaram sendo vítimas desse tipo de fraude. Em pelo menos dois casos, tivemos que ingressar com uma ação na justiça para suspender as cobranças abusivas que posteriormente chegam para as vítimas”, explica o advogado da ACID, Dr. Celso Toshiharu Okano Junior.

De acordo com o advogado, após obter a assinatura do contrato, a empresa não faz nenhum contato por cerca de 60 dias, quando então passa a fazer uma série de cobranças - sempre em tom de ameaça -, do suposto contrato de anuncio em lista telefônica. Há relatos de vítimas que chegaram a pagar até R$ 3 mil por meio de depósitos bancários, somente para se ver livre das cobranças, ou então por ficarem com medo de ter o cadastro da empresa negativado nos órgãos de proteção ao crédito.

O responsável pelo departamento jurídico da Associação Comercial alerta para que os comerciantes e empresários descalvadenses não assinem e nem remetam quaisquer documentos ou contratos sem que haja uma leitura minuciosa do seu conteúdo, principalmente quando se tratar de assuntos relacionados a lista telefônica ou atualização cadastral.
A ACID dispõe de um departamento jurídico próprio, que presta todas as orientações necessárias aos seus associados. O serviço exclusivo também incluiu a cobrança de dívidas nos âmbitos judicial, extrajudicial, bem como de assessoria jurídica.

Qualquer dúvida estamos à disposição no (19) 3594-1000 ou atendimento@acidescalvado.com.br.